Wednesday, Jul 23rd

Last update02:06:54 PM GMT

You are here Actualidade Saúde e Bem-Estar Herpes Zóster (Zona): do prurido à dor insuportável

Herpes Zóster (Zona): do prurido à dor insuportável

  • PDF
Herpes-Zoster

O Herpes zóster ou Zona é causado pelo mesmo herpes-vírus que causa a varicela. Depois de ter contraído a varicela, geralmente durante a infância, o vírus responsável por esta doença (vírus varicela-zoaster) aloja-se nos gânglios de alguns nervos e aí persiste para o resto da vida. Por isso, a Zona só surge em pessoas que tenha tido, anteriormente, varicela. Em determinadas ocasiões, quando as defesas imunitárias estão mais fragilizadas (ex: idosos, SIDA, cancros linfáticos), ou sob o efeito de um stress psicológico ou físico, o vírus latente pode reativar-se e reinfetar uma zona da pele. As causas desta reactivação são desconhecidas.

Sintomas

Três ou quatro dias antes do aparecimento da bolhas características, poderá existir um mal-estar, calafrios, febre, náuseas, diarreia ou dificuldades em urinar. É frequente existir uma dor aguda ou apenas uma sensação de formigueiro ou de picadas numa zona da pele. Ao fim desse tempo aparecem grupos de bolhas cheias de líquido rodeadas por uma pequena zona vermelha. Estas ocupam só uma área limitada da pele enervada pelos nervos afectados. Geralmente aparecem no tronco e habitualmente só de um lado. Contudo, também podem aparecer algumas lesões noutros pontos. A área do corpo afectada costuma ser muito sensível a qualquer estímulo e pode mesmo manifestar-se uma dor muito intensa. As bolhas começam a secar e a formar crostas aproximadamente 5 dias depois do seu aparecimento. Muitas vezes deixam ficar cicatrizes indeléveis. A duração da Zona é, habitualmente, de 2 a 3 semanas, em pessoas sadias. Contudo, a dor, especialmente em pessoas idosos, pode persistir durante muito tempo (meses e, muito raramente, anos).

Contágio

A Zona é pouco contagiosa mas, uma pessoa que nunca tenha tido varicela pode, em contacto direto com estas vesículas (bolhas), desenvolver varicela.

Tratamento

Não existe tratamento específico para a Zona. Normalmente usam-se corticosteróides orais, assim como antivirais, para reduzirem a duração da erupção cutânea nos indivíduos cujos sistemas imunológicos sejam deficientes. Podem ser aplicadas loções para reduzir a dor e o prurido. A aspirina ou outros analgésicos aliviam temporariamente a dor e revelam-se de grande ajuda. Em casos mais graves pode ser necessário recorrer a morfina ou derivados. Ainda que tenha a certeza de que tem a Zona é muito importante que não se auto-medique. Aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico.

Anuncio